Como organizar seu casamento na praia!

O casamento é o momento sonhado por muitas mulheres e precisa ser feito com muito cuidado e carinho.

E hoje em dia os estilos de casamento se diversificaram, para atender gostos e tradições do casal – desde os clássicos em igrejas e templos até os rurais, no campo e também os casamentos na praia.

Os casamentos na praia são, por natureza, mais leves, com um menor rigor no vestuário, nas comidas e bebidas e pode ser momentos realmente inesquecíveis. Afinal, quem não gostaria de trocar alianças sob um lindo pôr-do-sol ou dançar descalça na areia?

Porém, esta é uma ocasião que requer alguns pontos de atenção para que seja uma experiência única e especial – para os noivos e certamente será a primeira da maioria dos convidados.

Veja como organizar seu casamento na praia e seja muito feliz nele e sempre!

Casamento na praia: qual a melhor época do ano?

Sem dúvida, os meses da primavera são os mais indicados, com as temperaturas agradáveis e poucas possibilidades de chuva. Em todas as outras estações, corremos o risco de ter ventos demais, chover muito e, claro, os dias muito quentes entre dezembro e fevereiro.

Vale lembrar que marcar seu casamento em julho, feriados prolongados e nos meses do verão vai concorrer com viagens, férias escolares e de trabalho de muitas pessoas, e sua cerimônia corre o risco de ser esvaziada.

Casamento na praia: a distância fará muita diferença!

Em muitos casos, o local escolhido é fora da cidade dos noivos e da maioria dos convidados.

É uma aposta interessante, por lugares mais remotos, menos movimentados e que guardam um charme especial na natureza às vezes ainda selvagem. Por outro lado, você terá de cuidar muito mais da logística:

  • Criar mapas seguros para chegar e sair;
  • Procurar por espaços para estacionamento perto do local;
  • Verificar se existe restrição de veículos;
  • Providenciar uma autorização na prefeitura, no caso de ser uma praia pública, com pelo menos 2 meses de antecedência;
  • Informar sobre serviços que as pessoas poderão usar na localidade, como lojas de aluguel de roupas, salões de beleza, taxi, agências bancárias e outros.
  • Dar opções de hospedagem, muitas pessoas podem querer aproveitar para voltar no dia seguinte descansadas.

Uma ideia ótima para tanta informação é criar um blog do casamento ou o evento no Facebook (mas cuidado para não esquecer de definir a privacidade!).

Quanto mais guia turístico você for, mais chamará atenção e sucesso para o seu evento!

Casamento na praia: com que roupa eu vou?

Esse é um dos pontos mais celebrados pelos convidados de um casamento na praia: o rigor com as roupas é menor e o conforto também.

Você pode orientar nos convites as receitas infalíveis: social sem gravata para os homens e vestidos curtos ou médios, de cores lisas ou estampados alegres para as mulheres.

Casamento na praia: pesquise por fornecedores na região!

Evidentemente você não vai procurar uma equipe de cerimonial na localidade apenas porque é perto; este é um serviço que exige recomendações e confiança, assim como o DJ e a sua equipe de maquiagem.

Porém, para alguns serviços – compra de bebidas e alimentos, aluguel de tenda, mesas e cadeiras e outros – você pode conhecer a região meses antes para ter referências e assim economizar no frete.

Casamento na praia: outras dicas ótimas!

  • Sobre as bebidas: não esqueça de água de coco, sucos e água mineral, perfeitos para consumir na praia. As alcoólicas são bem vindas, principalmente a caipirinha, os coquetéis e prosecco – certo, a cerveja também combina.
  • Sobre as comidas: o cardápio continua sendo do gosto do casal, mas sendo na praia, nada melhor que ter pratos de peixes e frutos do mar. Evite alimentos que possa derreter, amolecer ou azedar com o calor.
  • Sobre as lembrancinhas: você pode inovar e dar lembrancinhas na chegada dos convidados: Na fábrica de sacos plásticos você encontra sacolinhas para colocar lembrancinhas com chinelo, protetor solar ou óculos de sol. Assim eles poderão aproveitar e ficar mais à vontade!
  • Tenha um plano B para o local se ventar muito ou chover no dia – um espaço coberto, por exemplo, ou alugar tendas previamente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *