É possível emagrecer sem fazer cirurgia ?

Certamente sim!

E sabemos que cirurgia, por mais necessária e benéfica que seja para uma situação, não é um processo saudável. E para emagrecer, podemos tentar muitas coisas antes de encarar uma sala de cirurgia.

O que não há como abrir mão é de ter disposição e força de vontade. Mas sempre temos quando temos um objetivo que queremos alcançar de verdade, não é mesmo?

Então preparei uma lista especial com dicas que são muito simples de implementar e realmente funcionam. É verdade que o tempo de resposta delas é maior do que as medidas radicais.

Mas a maioria dessas medidas radicais não é saudável. Pense bem a respeito e aproveite!

01 – Coma a cada três horas!

Alguns especialistas também falam para comer a cada 4 horas. As duas opções funcionam, o importante é não deixar o corpo tanto tempo sem alimento.

Por que? Porque se o corpo perceber que vai ver de longos jejuns, vai começar a consumir a massa que está disponível no seu corpo para se manter. Inteligente ele.

Mas aí vem o único momento preguiça do seu organismo: ele vai buscar a massa magra que é mais fácil do que a gordura.

Resultado: você não emagrece, e periga até engordar. Comendo em intervalos menores, seu corpo consome o que você comeu e o risco de acumular em gordura é menor.

02 – Beba água antes das refeições e o dia todo!

Para criar uma saciedade antes das refeições, beba um copo (300ml) uma hora antes. E durante o dia todo, o ideal é consumir 2 litros, no mínimo.

03 – Coma apenas um carboidrato por refeição

Esta é aquela dica das antigas: ou arroz ou batata ou macarrão. Dois ou três, nunca!

04 – Existem os alimentos que aumentam a saciedade!

Os alimentos ricos em fibras aumentam a saciedade. Se você consumi-los nas refeições, e alguns deles entre as refeições principais, a fome será menor e a perda de peso vai acontecer.

Além de serem alimentos naturais e com muitas vitaminas e minerais: frutas, cereais integrais, , feijões, lentilha, verduras, legumes e as sementes.

Apenas tenha cuidado com as quantidades diárias: o excesso de fibras pode ter um efeito inverso no trato gastrointestinal a longo prazo, pois o trato tem uma capacidade máxima para absorver e a fibra não absorvida provoca muito desconforto.

05 – Você conhece os alimentos termogênicos?

Sim, eles existem e são mais simples do que o nome sugere: são alimentos que favorecem o aumento da temperatura corporal, favorecendo a queima de calorias.

Os mais conhecidos são os que contém cafeína: chás, café, guaraná em pó, canela e gengibre. Também é importante o cuidado com a quantidade diária.

06 – Fuja da dieta restritiva!

As dietas equilibradas costumam provocar a perda de no máximo um quilo por semana.

Mas as dietas restritivas provocam uma perda maior e cobram um preço alto: normalmente se perde um ou vários nutrientes importantes. Você pode ter até baixa imunidade e ficar vulnerável a várias doenças.

Além disto, a dieta restritiva é monótona, cansa rápido e desmotiva. O resultado é voltar rápido ao ritmo normal e recuperar tudo que perdeu e ganhar mais uns quilos de presente.

07 – Pratique exercícios!

Pensou que iria fugir disso? Não existe mágica para queimar muito e rápido: a atividade física é o melhor caminho, combinado com as dicas que nós vimos até agora e muitos alimentos saudáveis.

Praticar 150 minutos de exercícios moderados (uma caminhada em bom ritmo, por exemplo) já ajuda na perda. As atividades que mais queimam calorias são as caminhadas, a corrida, o ciclismo e a natação.

 

Um suplemento que pode te ajudar na perda de peso é o Lipo 6 ultra concentrado, ele queima a gordura sem prejudicar sua saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *